sábado, 21 de dezembro de 2013

O que vejo? Máscaras e ciladas do ego.

Eu vejo você!
Vejo você inteiro, com todas as possibilidades e talentos. Toda a curiosidade e busca. Suas facetas, desvios, incertezas e medos. Vejo o amor em você. E te vejo como minha parente, meu parente,  também nessa busca do equilíbrio e aprimoramento, interno e externo.
O que vejo em mim não é você, mas uma parte do todo. Porque você é único, total e completo. E juntos vamos montando essa imensa Mandala Universal.

Eu vejo você!
Estou falando do olhar que nutre. Da mão carinhosa.
Como está você?


Eu vejo você!
Inteiro, com muito respeito. 
Entendo que tudo isso é um grande desafio para toda a humanidade e para a NOSSA humanidade.
Alguém, um dia foi pendurado na cruz, traído pelos seus melhores amigos, porque era fiel aos seus sentimentos, à sua fé.

Eu vejo você!
Porque olhar para mim desperta o desejo de compartilhar com o outro e isso só acontece de verdade se eu te enxergar para poder temperar a luz entre nós, para que a troca seja igual, cada um com a sua parte melhor.

Eu vejo você!
Porque não é o que EU SOU o que importa, mas o que NÓS poderemos ser.

Isso é estar a serviço.
Não existe titulo, formação, certificado que dê aval para isso.

Para estar a serviço é preciso estar disponível;
e às vezes você vai para a cruz e outras para as estrelas.

EU VEJO VOCÊ!


Segue um video bacana sobre o poder das palavras e de um novo olhar.





Dicas de pesquisa: ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA - J.Saramago
                             AVATAR - J.Cameron

Um comentário:

  1. Excelente texto, conteúdo e imagens!
    Desta postagem e do blog.
    AHOW!!!

    ResponderExcluir